Debate: Você é contrário ou favorável à diminuição da maioridade penal? Grupo Fundão

12 Jul

IMG0004A

34 Responses to “Debate: Você é contrário ou favorável à diminuição da maioridade penal? Grupo Fundão”

  1. gerconcardoso July 12, 2013 at 7:48 pm #

    Recentemente li uma matéria da Revista Veja, onde ela abordava o tema da maioridade penal, a revista era contra a qualquer punição feita aos menores de 18 anos. Na realidade como alguém que não tem “maturidade” o suficiente para responder por seus atos, podem votar, que é um direito concedido apenas àqueles que são maduros o suficientes para decidir o futuro de uma nação? Portanto acho contraditório quando alguém não concordo em punir esses garotos que comentes crimes bárbaros hediondos mas ao mesmo tempo concordam em dar-lhe o poder de decidir o futuro de uma nação.

    • Dienbinsken July 12, 2013 at 7:50 pm #

      É importante também frisar que até os 18 o voto não é obrigatório, é facultativo, portanto não é pressuposto legal, uma vez que a maioridade em nosso sistema jurídico só se dá aos 18.

      • maiadenise2013 July 12, 2013 at 8:01 pm #

        Pois é, o adolescente tem direito à escolha do voto, tem direitos e os deveres? Não é difícil observar que nossos jovens possuem cada vez mais direitos, o ECA é prova disso. Achar normal um jovem que simplesmente mata, fica dois anos na Fundação casa e quando atinge a maioridade penal sai com a ficha limpa, é uma aberração. Vamos para com esse discurso politicamente correto.

  2. Dienbinsken July 12, 2013 at 7:28 pm #

    Pierre Bourdieu comenta acerca de como se forma a opinião pública, em suas reflexões entram as forças midiáticas que determinam para aonde o espectador deve olhar, comentar, sofrer e refletir. Ultimamente os holofotes estão voltados para essa questão, os menores infratores devem ser punidos, expurgados. Mas cadê a reflexão sobre as causas sociais circundantes? Elas não importam? Temos de fato que assumir uma postura passional sem ouvir e refletir sobre o outro lado? O que estamos repetindo não são os argumentos lançados por um aparte de sociedade que quer ter sua ideologia e vontade atendidos?

    “Como se fabrica a opinião pública” – Texto inédito de Pierre Bourdieu
    Link do texto: http://imediata.org/?p=1189

  3. evelinecavalcante July 12, 2013 at 6:56 pm #

    Esse tipo de crime é tratado lá fora de outra maneira. O sistema judiciário brasileiro é bastante lento. Crimes como os que estão acontecendo onde menores são os principais protagonistas deveriam ser julgados e solucionados de forma mais eficaz e rápida. Não sei se a única solução seria encarcerar esses jovens, mas algo deveria ser feito para que a população não ficasse encarcerada em seus lares; privada de lazer e entretenimento.

    • diegoteodoro July 12, 2013 at 6:57 pm #

      Será que podemos ter como parâmetro o que acontece “LÁ FORA”?

  4. cidazevedo July 12, 2013 at 6:43 pm #

    O sistema carcerário é completamente falido! Prender esses jovens pode saciar essa “fome” de “justiça” ou o que seja, mas não é eficiente. Hoje, o crime é comandado de dentro da cadeia. Em vez de mandar nossos jovens pra universidade, vamos mandá-lo pra escola do crime. Isso nos ajudará, a longo prazo? Qualquer um pode ver que não.

  5. cabralsolange July 12, 2013 at 6:40 pm #

    Totalmente a favor.
    De acordo com pesquisa da CNT (Confederação Nacional do Transporte), feita em parceria com o instituto MDA.
    O levantamento indica ainda que 69,1% dos brasileiros avaliam que os crimes cometidos por menores aumentaram muito nos últimos anos.
    A pesquisa mostra que 69,7% concordam com a redução da maioridade civil, ou seja, querem que o menor responda legalmente como adulto. Adolescentes com índole ruim, nem a própria família tem o domínio. Mas, infelizmente – isso em minha ótica e na de muitas outras pessoas – uma lacuna ficou aberta. Os deveres e sua cobrança ficaram muito aquém dos direitos. E, em consequência disso, a impunidade campeia solta.
    Muitas são as chances de uma inserção na sociedade e muitas vezes fazem pouco caso. Direitos sim aos menores desamparados, abandonados, mas aos que tem uma índole ruim que roubam e matam e saem rindo esses merecem pagar prisão perpétua ou no mínimo uns 30 anos de trabalho. Enquanto os assassinos menores forem tratados como coitados muitos brasileiros continuarão morrendo.

  6. maiadenise2013 July 12, 2013 at 6:35 pm #

    Aprecio a proposta de Governador de São Paulo, cujo princípio é baseado no agrupamento de jovens de determinadas faixas etárias. Além disso, o período de internação poderia ser maior ou menor, de acordo com o delito. Alguém acha interessante que após completar a maioridade esse jovem saia com a ficha limpa?

  7. Dienbinsken July 12, 2013 at 6:34 pm #

    Interessante pensar nas taxas de criminalidade do nosso país, quer dizer então que são os jovens menores que cometem os crimes bárbaros? Onde estão os índices sobre violência contra a infância, estupro, descaso, abandono etc. Realmente TODOS OS NOSSOS problemas serão resolvidos enfiando os menores na cadeia? Essa é a proteção social adequada?
    penso que não, o problema não está no menor, mas nas condições que o impeliram a praticar crimes e contravenções. Claro que alguns fazem coisas ruins porque gostam, esses são os psicopatas, mas, felizmente, não é a condição de todos os menores.

    • cidazevedo July 12, 2013 at 6:39 pm #

      Concordo!
      Existe um processo por trás de qualquer formação, seja de um acadêmico ou de um criminoso. O que o leva a entrar para o crime? É isso que deve ser atacado! Muito mais eficiente prevenir que remediar.

  8. priscillaparente July 12, 2013 at 6:34 pm #

    As mazelas de nossa sociedade é de uma escala imensurável que apenas ser a favor ou contra não resolverá de forma alguma os crimes hediondos. Além do mais culpar jovens que não tem ou nunca tiveram oportunidades de se sentirem parte integrante da sociedade na qual vivem, seria de uma crueldade maior que encarcerá-los. Lembro-me do filme “O Enigma de Kaspar Hauser” no qual julgar um homem como “bicho” sem nunca ao menos ter tido contato com o mundo “civilizado”, das boas maneiras. Não, não concordo.

  9. diegoteodoro July 12, 2013 at 6:34 pm #

    Acho que todos mudariam de opinião se estivessem no lugar de uma mãe que perdeu seu filho ou de uma criança que ficou órfã por causa de menores inconsequentes.

    • cidazevedo July 12, 2013 at 6:40 pm #

      Pode até ser, mas as leis do país não podem ser movidas por um desejo pessoal de vingança, dor ou o que quer que seja. As leis afetam a todos, e devem ser analisadas friamente e criticamente, não por meio de emoções.

    • cabralsolange July 12, 2013 at 6:41 pm #

      Concordo com você Diego !!!

    • olivertina July 12, 2013 at 7:36 pm #

      Creio que os adolesentes de hoje, têm como discernir o certo e errado, por isso, devem arcar com a responsabilidade de suas escolhas!

      • olivertina July 12, 2013 at 8:17 pm #

        ERRATA: adolescente

  10. megamegaluci July 12, 2013 at 6:34 pm #

    Tem que alterar o sistema penal e deixá-lo mais rigoroso em todos os sentidos.
    Não adianta nada enfiar um monte de adolescentes na cadeia e deixá-los sair formados em bandidagem.

  11. Carla D'Elia July 12, 2013 at 6:32 pm #

    Pergunta aos favoráveis: como o sistema penitenciário atual receberia esses novos presos (que passariam a ser maior de idade)? Eles ficariam presos? Há proposta de reforma desses jovens ou serão devolvidos às ruas com um maior grau de ódio e violência? Prender de qualquer jeito resolve?

    • olivertina July 12, 2013 at 7:40 pm #

      Para iniciar, penso que deveriam reformar o sistema penitenciário, pois todo detento deveria trabalhar para se manter lá dentro, Esse trabalho não deveria ser apenas fazer pregador ou costurar bolas, como eles fazem hoje em dia, mas sim plantar e cultivar seu próprio alimento, confeccionar as suas roupas, tudo o que fosse preciso para mantê-lo vivo! A penitenciária hoje em dia, é apenas uma colônia de férias, não tem efeito reparador.

      • Carla D'Elia July 12, 2013 at 7:41 pm #

        Exatamente! É necessário educar o indivíduo que está em cárcere!

  12. deia143 July 12, 2013 at 6:30 pm #

    A justiça não tem idade….

    • Carla D'Elia July 12, 2013 at 6:34 pm #

      Que justiça? Colocar em cárcere vai resolver o problema? Apagar (limpar) os erros da sociedade (família/escola etc.) com o jovem resolve? Acho que a proposta de reformar o jovem mais beneficial para todos. Só prender não adianta!

      • segio July 12, 2013 at 7:02 pm #

        parto da premissa dar qualidade a educaçao o país chamado do futuro

  13. Raquel Durães July 12, 2013 at 6:29 pm #

    Não é justo que paguemos com a vida de nossos filhos uma proteção descabida a pessoas do mal. #MenorNaCadeiaJá

    • priscillaparente July 12, 2013 at 6:54 pm #

      Quem é do mal? Os jovens (geralmente já em situação de risco) ou a sociedade burguesa?

  14. maiadenise2013 July 12, 2013 at 6:28 pm #

    A questão da redução da maioridade penal pode não ser uma solução imediata. Todavia, sabemos que nessa geração temos outros perfis de jovens, nossa Constituição ainda é antiga de 1988. Poderíamos de fato afirmar que um jovem de 16 anos ainda não tem consciência de seus atos? Pensando nisso, certamente a redução da maioridade penal deve sim ser aprovada. Há mesmo como comparar os jovens dessa geração com os de 1988?

  15. prodora July 12, 2013 at 6:27 pm #

    Se ele conhece os seus direitos no código penal já tem capacidade suficiente para assumir e pagar pelos seus atos!!!!!!

  16. luzgomes17 July 12, 2013 at 6:24 pm #

    Eu sou absolutamente contra, mas a favor de que se um indivíduo (não importa a idade) tem atitude de criança deverá ser tratado com criança, se é capaz de matar deve responder por seus crimes como adulto. Se a lei endurecer e tratar as pessoas da forma que devem ser tratadas, certamente pararemos de escutar frase como ” não me toca que sou de menor”.

  17. cidazevedo July 12, 2013 at 6:18 pm #

    Totalmente contra.
    Pesquisas mostram que os jovens infratores têm um perfil bem delineado, e em sua maioria esmagadora cometem crimes mais “leves”, como roubos e furtos. Esses casos de violência extrema, os quais a mídia mostra de maneira sensacionalista e tendenciosa, são isolados, não podem servir como parâmetro para as leis do país.
    Além do mais, esses jovens muitas vezes nunca tiveram assistência alguma do Estado – saúde, educação, lazer, nada. E aí, quando ele comete um crime, esse Estado ausente aparece do nada para jogá-lo num sistema carcerário completamente falido e ineficiente, que não recupera ninguém?

    Como educadora, acredito na recuperação e na mudança. Logo, sou contra essa medida.

  18. julianazsm July 12, 2013 at 6:17 pm #

    Ladrão é ladrão, inocente é inocente.
    Então vamos montar uma equipe de menores de idade e deixaremos aquilo que não é correto fazer nas mãos dele, ok?
    Of course not!!!!!!
    Aqui se faz, aqui se paga… e isso não tem idade!

    • luzgomes17 July 12, 2013 at 6:26 pm #

      Não existe idade, o que há são atitudes. Por isso, o que fizermos temos de responder por nossas ações.

    • fernandesdayane July 12, 2013 at 8:04 pm #

      É isso mesmo, vamos voltar às eras a.C. pessoal: olho por olho, dente por dente! Certamente faremos muito avanço, e a sociedade, livre das malezas que ela própria criou, fará jus ao lema “ordem e progresso”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: